Tomorrow never knows...

Tomorrow never knows...
It is not dying, it is not dying.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Listinha de fim de ano.

Pois é. Todo santo ano eu faço uma e confesso que não cumpro metade das coisas que eu prometo. Ano passado, por falta de expectativas, eu nem fiz (que situação). Mas 2009, apesar de todos os pesares, teve muitos momentos memoráveis e maravilhosos que me fazem ter vontade de criar uma lista que eu vá cumprir, pelo menos mais da metade do que prometer.
Em 2009 eu conheci muita gente nova e fiz amigos pra vida toda. Perdi amigos também. Um inclusive, foi pro céu e é lá que ele deve estar agora...trouxe muito sofrimento perdê-lo assim, mas pra sempre vai estar aqui comigo, certo Jhonny?
Algumas pessoas se afastam porque têm de se afastar, ou porque são simplesmente uns idiotas que não merecem tanto espaço assim em nossas vidas. Eu me conformo. Já passei por muitas coisas ruins nessa vida, isso é fichinha!
Eu revivi duas amizades, as duas mais importantes pra mim; Li e Ju. Mais do que nunca, tenho certeza que aconteça o que acontecer, JAMAIS, NADA separará a gente.
Eu chorei, sofri, AMEI, desamei, me apaixonei, desapaixonei, fiz bobagem, fiquei BENLOCA...NOSSA...TANTA COISA! Tudo vivido com muito amor e carinho, em todos os momentos. E apesar de tantas as lágrimas, não me arrependo de nenhuma delas! Eu conheci a Boo e a Lu e pra mim elas são a família mais doida que eu já tive. AMO! Tem o Dri e o Aharon que não nos abandonam por nada no mundo...e agora também teve a mãozinha do Destino pra arrematar meu final de ano, me trazendo um serzinho pequeno por fora, mas tão imenso por dentro que não sei nem descrever, certo, José?

FOI UM ANO MARA! E QUE VENHA 2010!

Eu até ia fazer a lista certinha, mas eu to na lan e já tenho que ir embora. Basicamente, o topo da minha lista me diz pra fazer tudo o que eu puder pra ser sempre feliz e manter sempre um sorriso no rosto...porque mesmo que hajam tempestades, sempre teremos alguém pra nos amparar e depois que a tempestade passa, vem o arco-íris que faz tudo melhorar. Eu quero estudar, trabalhar, crescer, EVOLUIR e viver em PAZ acima de tudo. Sempre fazendo as coisas com muito amor, pra colher com mais amor ainda.

É o que eu desejo a todos, um 2010 Iluminado. Cheio de AMOR, PAZ e HARMONIA...porque são simplesmente coisas ESSENCIAIS em nossas vidas, é que a gente se esquece disso de vez em quando.


Obrigada a todos que fizeram meu 2009 especial, que estejamos juntos na caminhada!

Feliz Natal e Próspero Ano Novo!

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Destino.

Eu sempre acreditei nele. Nem sempre com tanta força, mas sempre acreditei no ' o que tiver de ser, será... ', no ' já estava escrito... ', no ' nada é por acaso... ' . Agora tenho mais certeza disso. Você tava lá, naquele dia, naquela hora, naquele momento de tensão. Tensão que foi amenizada com aquele sorriso, aquela piscadela e aquele 'boa tarde'. E eu pensando que não teria a oportunidade de trombar com você outra vez. Que grande besta! Foi o destino quem quis assim e quando ele quer, nada impede.
Exatas 3 vezes nos encontramos por "acaso". Na 3ª, estávamos procurando um pelo outro. Me dá vontade de rir, porque isso fez parte de infinitas possibilidades e aconteceu como tinha que ser.

E que o Destino esteja sempre ao nosso favor. Pois ele me deu a oportunidade de ter um presente que é um detalhe que faz toda a diferença e esse meu presente, meu agora, me faz imensamente e descomunalmente feliz. Felicidade, paz...não preciso de mais nada, encontro tudo isso no teu abraço. Obrigada.

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

.

Eu nunca me senti tão acuada diante de uma situação, do jeito que tenho me sentido ultimamente.
É um medo diferente de todos os que já senti e enfrentei. E ele sem querer, faz doer.
É um medo que me faz ficar imóvel...que não me deixa tomar as atitudes que eu gostaria. Me trava.
E eu penso, penso tanto. Penso e repenso e continuo pensando de novo...mas não chego à nenhuma conclusão. E o maldito medo de arriscar? Eu que nunca fui assim...sempre fiz o que desse em mim! Agora fico aqui, repassando na minha cabeça se devo ou não devo...se faço ou não faço...se quero ou não quero...se vou ou se fico...
Sempre tive ao meu lado a tal da indecisão, mas agora isso tá começando a passar dos limites. Até entendo minhas razões. Não quero dor de nenhum lado, nem tristeza e rancor. Por isso ando pensando tanto antes de falar ou fazer qualquer coisa. Mas pra falar a verdade, acho que não tenho feito nada. Estaca ZERO. Não sei se adiantaria passar por cima de tudo isso, só por via das dúvidas.
Só que também, se eu não fizer, como é que eu vou saber o resultado?

A vida da gente é feita de escolhas. As escolhas nos dão a oportunidade de definir nossos desejos e caminhos que queremos seguir. Qualquer escolha errada pode foder com tudo...é por isso que há tanto tempo, penso. Penso em como fazer pra sair dessa confusão que habita dentro de mim. Essa coisa tá começando a corroer o meu cérebro, meu coração, minha alma...e isso machuca.
Quero encontrar aquela paz. A paz que de repente se esvaiu entre meus dedos magros. Aonde será que ela anda agora? Sei que comigo é que não é.
Que troca maldita...paz, por medo?

Só posso dizer ao Cosmos: DESCULPA SE EU NASCI! Q

Como sempre eu acabo fodendo as minhas postagens, porque sou prolixa e porque sou a única pessoa acordada na casa no momento da madrugada (3:45 am) e sinto-me angustiada. Essa merda...

PENSAR DEMAIS FAZ A GENTE DESISTIR!


quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Te Valorizo - Tiê.




Se eu pudesse mostrar o que você me deu
Eu mandava embrulhar chamaria de meu.
Melhor forma não há, pra guarda um amor.
Então preste atenção ou me compre uma flor
Vem, me faz um carinho, me toque mansinho,
Me conta um segredo, me enche de beijo.
Depois vai descansar, outra forma não há
Como eu te valorizo, eu te espero acordar.
Se eu ousar te contar o que eu sonhei.
Pode ate engasgar, pagaria pra ver.
Melhor forma não há, pra provar meu amor
Eu te presto atenção tento ser sua flor.
Vem, te faço um carinho, eu te toco mansinho,
Te conto um segredo, te encho de beijo.
Depois vou descansar, não vou te acompanhar.
Espero que entenda.
Vem, te faço um carinho, te toco mansinho,
Te conto um segredo ou te encho de beijo,
Depois vou descansar, não vou te acompanhar.
Espero que entenda e volte pra cá.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

...

Eu tenho olhado pra tudo quanto é canto, pra todo quanto é jeito...
Mas nenhum deles me mostra você.
Eu tenho olhado pra tudo quanto é gente, pra tudo quanto é bicho...
Mas nenhum deles se parece com você.
Eu tenho perguntado todo tipo de pergunta e recebido todo tipo de resposta...
Mas nenhuma delas me respondem o que é que você tá pensando.
Eu tenho tentado ouvir mais e falar menos...
Mas não consigo te ouvir falar também.
Eu procuro seu sorriso em outras bocas, procuro seu olhar em outros olhos...
Mas eles nunca chegam perto dos seus.
Eu tento te entender por outros ângulos, tento pensar do seu jeito...
Mas eu na verdade não entendo, não sei que jeito devo pensar.
Eu sonho tudo quanto é sonho...
Mas eles não me deixam encontrar com você por aí.
Eu não te vejo, eu não te ouço, eu não consigo te alcançar.
Porque você não vem e me diz o que é que acontece aí dentro? Me explica.
Eu vou continuar olhando pra tudo quanto é canto, pra todo quanto é jeito...
Eu vou continuar tentando te encontrar de verdade pra conseguir decifrar esse mistério chamado
VOCÊ.
Espero que numa dessas tentativas, eu consiga te ver, ouvir e consiga te alcançar pra poder segurar de novo, a sua mão.

"O que adora o que faz:
Você gosta de aprender e procurar soluções. Envolve-se com as tarefas que executa. Quer trabalhar com pessoas variadas, divertidas e espontâneas, em vários projetos ao mesmo tempo. Usa seu senso estético e gosta de agito.

Pontos fortes:
- É prático e realista.
- Adapta bem a mudanças.
- Comunica-se bem e cria uma atmosfera cheia de energia.

Pontos fracos:
- Não gosta de planejar o futuro ou pensar nas conseqüências de suas ações.
- Pode ser impulsivo e distraído."


a minha cara isso :)

domingo, 22 de novembro de 2009

10 coisas que eu odeio em você.

Odeio o modo como fala comigo
E como corta o cabelo
Odeio como dirige o meu carro
E odeio seu desmazelo
Odeio suas enormes botas de combate
E como consegue ler minha mente
Eu odeio tanto isso em você
Que até me sinto doente
Odeio como está sempre certo
E odeio quando você mente
Odeio quando me faz rir muito
Ainda mais quando me faz chorar...
Odeio quando não está por perto
E o fato de não me ligar
Mas eu odeio principalmente
Não conseguir te odiar
Nem um pouco
Nem mesmo por um segundo
Nem mesmo só por te odiar

sábado, 14 de novembro de 2009

...I found my place in the world
Could stare at your face for the rest of
my days.
Now i can breathe, turn my insides out
and smother me
Warm and alive I'm all over you
would you smother me?

Let me be the one who never leaves
You all alone
I hold my breath and lose the feeling
That I'm on my own
Hold me too tight stay by my side
and let me be the one who calls you
Baby all the time...



Smother Me - The Used


domingo, 8 de novembro de 2009

Fall in love emburrece.

Eu e a Lii, chegamos a essa conclusão depois de muito refletir e repassar os momentos de fall in love que já tivemos. Percebemos que em todas as vezes, tinha alguma coisa que nos tornava umas babacas. O fato é que quando a gente se apaixona, fica cego, surdo, mudo e idiota. Tudo é lindo, o parceiro é perfeito, os apelidinhos fofinhos (que na verdade são tipo, hm, ridículos) são perfeitos e tudo o que vocês fazem juntos é digno.
Mas depois de muito tempo e de muito fall in love, a gente aprende que as coisas não são assim.

NANANINANÃO!
Infelizmente, apesar das tentativas e dos fechamentos obscuros que fazemos em nossos corações, fall in love às vezes é inevitável. Mesmo sendo assim, pelo menos já estamos vacinadas. A gente sabe que nem tudo é lindo, que o parceiro não é perfeito (sim, ele ronca, tem chulé, assiste futebol aos domingos...), a gente prefere se chamar pelo nome ou por uma abreviação do mesmo e sabemos que haverão momentos em que qualquer coisa que vocês façam não será tão legal assim. Isso não é pessimismo. É a realidade.
Mas fall in love não é totalmente ruim...você se sente feliz, sente o coração pulsando fortemente dentro de si, tem vontade de gritar e suspira sem perceber. O problema é que isso não dura muito tempo e quando você se dá conta, você se sente infeliz, seu coração não pulsa tanto e você quer gritar e espernear pra que isso acabe...o suspiro é de tédio.
Tá, ok. Estou acabando com as esperanças de todo mundo que quer se apaixonar um dia.
Eu quero me apaixonar de novo e sei as chateações que isso vai me causar, mas sei que vai me causar bons momentos também. Eu só espero não ficar tão burra e tão cega da próxima vez. Quero aproveitar o que vier com tranquilidade e paz.

Espero que demore também...porque minha vida tem sido muito boa pra eu me preocupar com uma paixão agora.

Independente das coisas ruins que vem com a paixonite, fall in love, muitas vezes pode valer a pena. Você conhece uma pessoa bacana de verdade e vê que não tem tanta importância ser um pouco ridícula com ele, assim como ele é com você.


Eu sou aleatória e isso aqui ficou uma confusão. Mas contra fatos não há argumentos. Se você se apaixonar, vai emburrecer, você sabe disso.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Untouched.

Têm coisas acontecendo comigo que até eu desacredito. Minha vida deu mais uma puta volta e me fez parar bem aqui, agora. Fato que eu faço as coisas sem pensar, não me arrependo, mas causo feridas em mim mesma e em quem participa dos meus atos impensados e inoportunos.
Emocional e irracional. Uma doida de pedra.
Eu fico pensando cá com meus botões, se um dia eu vou ter uma sanidade normal, sem grilos, sem viagens, sem bobagens e sem as coisas que me enlouquecem. Penso que se isso acontecer, vai demorar um pouco. Tenho tanto que me ferrar pra aprender ainda.
Pensar antes de agir e ser mais consciente das coisas que eu faço. Preciso começar a me lembrar que não se dá um passo nessa vida antes de pensar...pensar se vale a pena. Pensar não vai me fazer deixar de ser espontânea, nem de ser eu mesma. Vai me fazer ser mais adulta, madura.

Aquelas palavras passando pela minha cabeça, me deixam até com a vista turva. Aqueles momentos passando pela minha cabeça, me fazem querer voltar no tempo e pará-lo. Eu deveria ter pensado, deveria ter pensado melhor. Me deixei ir pelo coração e tá aí o resultado. Eu aqui mais uma vez, dizendo que vou tentar melhorar minhas atitudes, mas ainda não tomei uma atitude forte o sufuciente pra isso.

O mais engraçado disso tudo, é que eu olho pra outros setores da minha vida e vejo que tá tudo bem e que sou feliz assim. Acho que só preciso de uns reparos.



"I feel so untouched.
And I want you so much
That I just can't resist you
It's not enough to say that I miss you."

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Don't regret.

Eu não me arrependo de nada. E olha que já fiz muitas coisas arrependíveis (?) ao longo dos meus
curtos 18 anos de vida. O que eu fiz e quando fiz, fiz com vontade, fiz com amor, fiz com felicidade.
Quando olho para trás, para o passado e para o passado que é semi-presente, eu vejo o quanto não tenho motivos pra me arrepender das coisas que faço. Eu já quebrei muito a cara, o meu coração e o coração de outras pessoas. Talvez disso eu me arrependa, de machucar quem amo. Mas não me arrependo de forma nenhuma de tê-los tido em minha vida. Eu percebi que vivo tudo muito intensamente e que aproveito tão rápido que de repente, tudo se modifica novamente.
A vida foi nos dada para que vivêssemos as emoções de tal maneira que não nos arrependamos do que nos acontece. Algumas coisas nos fazem pensar "se eu pudesse voltar atrás", mas não podemos e por isso continuamos vivendo, aprendendo e posso falar por mim que
quase nunca se arrependendo.
Eu não me arrependo de ter amado, de ter me apaixonado, de ter me entregado, de ter me enganado, de ter apanhado da vida, de ter chorado, de ter escrito vários textos sobre determinados sentimentos sobre determinadas pessoas...Tudo o que eu faço e fiz, faço e fiz com
SENTIMENTO. Por mais que às vezes eu mostre apenas meu lado egoísta e não demonstre o que eu realmente sinto, eu nunca deixei de demonstrar o quanto sou segura das conseqüências que meus atos podem acarretar.

Eu sou feliz, do jeito que sou. Sem arrependimentos.


Não se arrependa você também. A VIDA é muito curta para perdermos tempo nos arrependendo dela.

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

So try to stop
Stop breaking hearts
Stop hurting souls
and hurt yourself.



Lucas Silveira.

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Eu quero dar, tomar, fazer, mexer, quero ver isso acontecer
Eu quero ver, ser, o único que joga o jogo sem medos e arrependimentos
Eu quero conhecer você melhor do que eu me conheço
Eu quero sentir o fim, e curtir a consequência

Eu estou jogando o jogo
O único que vai me levar ao meu final
Estou esperando pela chuva
Para lavar quem eu sou

Eu quero mover, relaxar, quebrar a rotina , e ter isso tudo de volta
Eu quero ter o tempo de volta, e ir direto ao começo
Ser desconhecido e totalmente sozinho, perder o tipo que é por trás
Começar um novo jogar comigo mesmo e dar o meu melhor

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Não basta.

Não basta apenas se doar. É preciso receber.
Não importa que a doação seja de livre e espontânea vontade...involuntariamente
esperamos receber doação em troca.
Não basta que só uma parte seja recompensada. Os esforços e recompensas têm que
vir de ambos os lados. Mas e quando você se sente a única parte que doa? Quando você
sente que não tem recebido o que espera involuntariamente?



Em meias palavras, PUTA QUE PARIU, porque a vida é tão complicada?!

sábado, 12 de setembro de 2009

"Te peguei pelos dedos
Para dançar enquanto o sol demora
Para chegar trazendo aurora
E a luz que cega e me dá medo
E como um torpedo
Eu deslizo, eu vôo num mar de lençois
E cada dobra conta histórias
De muitas delas sinto medo
São muitos enredos
Enrolados e embriagados como nós
Tão a sós, como nós, tão a sós..."


Fresno *-*
"Você vive num mundo de oportunidades de se criar novas amizades. Você ama as pessoas e as novas experiências, é uma pessoa ativa e divertida, e gosta de estar no centro das atenções. Você vive no presente e absolutamente adora viver uma vida cheia de agitação e de entusiasmo.
Você tem muita habilidade em lidar com as pessoas, e pode até se encontrar com freqüência no papel de conciliador, ajudando pessoas que estão brigadas a fazer as pazes. Já que você toma suas decisões baseando-se nos seus valores pessoais, você transparece ser, na maioria das vezes, uma pessoa muito simpática e preocupada com o bem-estar dos outros, e é comum que você seja uma pessoa generosa e calorosa. Você é uma pessoa muito observadora, e parece poder sentir o que está de errado com alguém antes mesmo que a maioria das outras pessoas o faça, já em seguida encontrando uma solução prática e calorosa para preencher essa necessidade. Você pode não ser a melhor pessoa para dar conselhos que exista, principalmente porque você não gosta de teorias nem de ficar planejando o futuro, mas por outro lado você é ótimo em cuidar das pessoas de maneiras práticas.
Você é definitivamente uma pessoa espontânea, otimista, e que absolutamente adora se divertir. Mas cuidado, pois se você não desenvolver seu lado mais racional e considerar aspectos mais lógicos, você pode acabar se entregando demais a esses prazeres, colocando mais importância no aqui e no agora e nessa gratificação imediata, do que nas suas tarefas e obrigações. Você pode também evitar fazer análises das conseqüências de longo prazo para as suas ações presentes.
Para você, o mundo é como se fosse um grande palco. Você adora ser o centro das atenções e constantemente faz apresentações para as pessoas, pois você gosta de divertir as pessoas e de vê-las felizes; adora estimular as sensações (os cinco sentidos) dos outros, e é extremamente bom nisso; e adoraria se a vida pudesse ser nada mais que uma festa sem fim, com você mesmo sendo o mestre de cerimônias que lideraria toda a curtição.
Você adora as pessoas, e todas as pessoas te adoram. Aliás, uma de suas melhores qualidades é exatamente a de ser amado por todos. Você é animado, entusiasmado, e gosta de verdade de todo mundo. Você é uma pessoa sempre calorosa e generosa com seus amigos, e geralmente trata todo mundo como seu amigo. No entanto, uma vez que alguém te confronte, você cria opiniões fortes e duras contra essa pessoa, e pode ficar com um profundo desgosto dela.
Você é uma pessoa que quando exposta a uma situação muito estressante fica sobrecarregada de pensamentos e preocupações negativas. Como você é uma pessoa muito otimista e que vive num mundo das mais variadas possibilidades, o pessimismo não se encaixa bem com você. Você se esforça para combater esse tipo de pensamentos, e cria argumentos simples e gerais para fazer o problema desaparecer. Estas explicações simplórias podem ou não estar realmente ligadas ao motivo real do problema, mas de qualquer maneira elas te fazem bem, permitindo que você supere o problema.
Você é uma pessoa muito prática, apesar de você odiar estruturas e rotinas. Você gosta de “dançar conforme a música”, confiando na sua habilidade de improvisar em qualquer situação que você venha encarar. Você aprende melhor fazendo, na prática, do que lendo em um livro sobre como fazer, porque você prefere não ter que lidar com coisas teóricas. Se você não desenvolver seu lado intuitivo, terá uma tendência grande a evitar situações que envolvam muito pensamento teórico que sejam de certa forma complexas e ambíguas. Por esta razão, você pode se encontrar em dificuldades dentro do sistema normal de educação, pois esse dá uma importância maior a conceitos abstratos, especialmente na faculdade. Por outro lado, você se dá extremamente bem em situações em que você pode aprender interagindo com outras pessoas, ou onde você pode aprender fazendo.
Você tem uma apreciação muito bem desenvolvida por beleza estética, e uma excelente noção de espaço e função. Se você tiver em condições de comprar, é provável que você tenha muitos bens belíssimos, além de uma casa artisticamente decorada. Em geral, você fica muito feliz com objetos que sejam esteticamente belos. Pessoas como você apreciam as coisas mais finas da vida, como uma boa comida e um bom vinho.
Você é um ótimo integrante de uma equipe. A probabilidade é altíssima de que você não somente não crie problemas no serviço, como também torne o ambiente de trabalho o mais divertido possível na hora de executar suas tarefas e obrigações. Você se dará muito bem em carreiras em que você possa usar sua capacidade de lidar com as pessoas, assim como sua capacidade de fundir idéias, dando-as forma e estrutura. Por ser uma pessoa muito ativa e que gosta de novas experiências, você deveria escolher carreiras que oferecem ou que pedem uma capacidade de lidar com muita diversidade, assim como ótimas habilidades interpessoais.
Você é uma pessoa que normalmente gosta de se sentir uma ligação forte com as outras pessoas, e que tem uma conexão com animais e crianças que não é encontrada na maioria das pessoas. Você aprecia muito, também, as belezas da natureza.
Você tem um tremendo amor pela vida, e sabe como se divertir; você gosta de trazer mais gente para participar contigo nas suas diversões, e é acima de tudo uma pessoa muito divertida e agradável de se ter junto. Você é flexível, adaptável, genuinamente interessado nas pessoas, e, em geral, tem um bom coração. Você tem uma habilidade única de extrair muita diversão da vida, mas precisa tomar cuidado com as implicações ao longo prazo de viver integralmente no momento, sem planejar bem seu futuro."


___________

Segundo um teste de personalidade eu sou assim. Posso dizer que esse teste acertou o_o.

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Minha razão tenta soprar aos meus ouvidos que tenho que ficar calma.
Tenho que relaxar, esperar, ser paciente.
Meu coração palpitante dificulta minhas chances de agir com sensatez.
Eu atropelo tudo com a minha ansiedade, com a minha insegurança e impaciência dominante.
Ajo com a emoção e não deixo a razão me convencer o contrário. Queria saber pensar bem antes
de agir, queria poder controlar o que sinto e o que tenho vontade de fazer...mas nem sempre
consigo.
Por muitas vezes consegui controlar minha vontade de gritar e de explodir as coisas...mas minha
vontade de dizer o que eu sinto, minha vontade de expressar o que quero...eu não posso.
Não consigo fingir que não sinto falta de estar perto, não consigo fingir que isso me aflige.
Eu realmente preciso começar a deixar de ser assim. Tão impaciente, egoísta.
Eu quero deixar de ser tão desesperada em realação a certos assuntos. Pois então serei.
Dar tempo ao tempo. Quem espera sempre alcança e a paciência é uma virtude.
Determinação não é uma coisa que me define muito bem, sou meio indecisa e teimosa. Um tanto determinada
por ser teimosa. Vou usar essa teimosia pra me levar aonde quero chegar.

;s
"Tudo o que passa por aqui.
Toda vontade que eu tenho, sem repressão.
Tudo que eu penso, sem censura.
O que eu quero tocar, mesmo não sabendo.
O que eu quero fazer, quando não faço tudo o que eu quero.
O que eu quero dizer, pra quem não quer me ouvir.
Tudo que eu preciso provar a mim mesmo."

Rodrigo Esteban Tavares.


Não há dúvidas de que ele é um gênio *-* .
Não há dúvidas de que tudo isso se aplica a mim...vontade de se provar pra si.

sábado, 29 de agosto de 2009

LUTO - Jhonny.

há quanto tempo não nos vemos não é mesmo? agora nos veremos ainda menos, já que você se foi. o verei sempre em minha memória, sempre com aquele sorriso iluminado, os olhos verdes meio puxados, o seu jeito característico de andar com as pernas meio abertas hsiaohsioa. você sempre foi tão brincalhão, engraçado, companheiro, cheio de vida, um ser iluminado. e eu me lembro bem da sua perda, me lembro do quanto foi forte e lutou pra superar, o quanto lutou pra sobreviver. mesmo com tudo que te abatia, você continuava com um sorriso no rosto, levando a vida da melhor maneira possível.
eu sempre vou sorrir quando me lembrar de você e de quando você estava lá quando precisei de um amigo. você sempre vai estar, não importa em qual lugar esteja agora, mas sempre estará guardado do lado esquerdo do meu peito.
se hoje eu choro ao lembrar de você, é porque eu acho que a vida e a morte conseguem ser injustas demais conosco. o que me conforta é saber que você era uma pessoa boa de verdade e que agora deve estar no melhor lugar que possa existir pra você, ao lado do seu pai agora né? daqui há uns anos a gente se encontra e você me conta mais uma de suas piadas sem graça que me faziam rir sempre. lembra quando eu arranjei a Uila pra você? hisoahoisahio :~ sempre vou me lembrar disso.
obrigada por ter sido meu amigo e claro que sempre vai ser. obrigada por me ajudar em matemática, me fazer rir e me abraçar quando eu estava triste. obrigada por fazer parte da minha história, da minha vida.
parabéns por ter sido forte como você foi a vida toda.
que Deus te guarde e te ilumine aí aonde você está agora.
sentirei sua falta meu amigo, mas eu sei que você iria querer que eu fosse forte como você...então, darei o melhor de mim. eu te amo, tá ? x3


"Rezo pelo bem da sua alma
Eu só queria que você vivesse mais
A vida te levou
E me deixou aqui
E o que você me ensinou
É o que me faz feliz
Que Deus te dê um bom lugar..."




adeus, Cowboy :)

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Aliny

um dia você me disse: "não estávamos erradas quando dissemos que era PRA SEMPRE.
esse pra sempre pode não ser eterno, mas vai durar o quanto for necessário pra nós."

por mais que a vida tenha nos levado para lugares e rumos diferentes, tenho certeza de que
esse 'pra sempre' ainda prevalece em nós. nossas vidas estão diferentes, nossas vontades, nossos sonhos, nossas ideias sobre o mundo e até mesmo nossa amizade. mas com tantas coisas que nos obrigaram a ficar longe e com tantas chateações que ficaram nesse caminho, tenho certeza de que esse nosso 'pra sempre' terá a chance de nos acompanhar por muitos e muitos anos.
o que passou para nós, passou. ótimas coisas, ótimos momentos e lembranças. nossas confidências, risos, choros, abraços...tudo guardado com muito amor.
e que de hoje em diante, nosso 'pra sempre' continue durando como prometemos que iria durar, para que um dia possamos nos lembrar de mais e mais momentos juntas. apesar dessa distância, dessa falta de dinheiro gaydacu e do nosso pouco contato virtual atual, eu quero que saiba que você nunca vai deixar de ser a minha mãe, aquela amiga que eu confio até debaixo d'água. me desculpa pelas chateações e obrigada por ser quem você é pra mim.
minha amiga. eu te amo Liii
♥.

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Eu já passei por tantas coisas nesses curtos 18 anos, 1 mês e 12 dias.
Coisas que muita gente duvidaria e diria: - MENTIRA :O . Mas tudo o que eu vivi, sendo bom
ou ruim, guardei pra mim. Algumas coisas compartilhei, outras, ninguém nunca vai saber.
O que eu compartilho ou deixo de compartilhar é particularidade minha. Cada macaco no seu
galho, certo? Não me envergonho e não me arrependo de nada que tenha feito. De nada mesmo. Acho que não me arrependo nem das mágoas e chateações que causei. Se elas aconteceram, é porque tinha que ser assim.
Eu acredito e desacredito no destino. Acredito que as coisas acontecem quando têm que acontecer, mas acredito também que podemos usar o livre arbítrio pra mudar a nossa direção (se usarmos o livre arbítrio, é porque era pra ser assim).
Tanta coisa que a gente aprende com o decorrer do tempo. Aprende a cair e a levantar sozinho. Aprende a se virar sozinho, a não depender de ninguém pra nada. Aprende a valorizar as coisas simples do dia a dia, as coisas simples que nos fazem.
Eu já aprendi. Talvez não tenha aprendido tudo tão completamente. Mas aprendi grande parte.
Agradeço a quem sempre esteve me dando apoio e me mostrando como a vida pode ser boa.
Agora é olhar pra frente e fazer do futuro o melhor que puder *-*'.


quinta-feira, 16 de julho de 2009

Ele me olhou no fundo dos olhos. Estava me resgatando e eu sabia disso. Pude sentir meus pés saindo do chão quando ele se aproximou ainda mais. Era como se eu flutuasse apenas com a presença dele. Seus olhos, sem desviar dos meus, lançaram ao vento palavras inaudíveis. Eu entendia o que ele queria dizer. Podia ver claramente as palavras se formando em seus olhos. Eu não conseguia respirar e ainda parecia estar flutuando. Era forte demais, estranho demais e aquele silêncio idiota não ajudava em nada. A única coisa que fiz foi ficar na ponta dos pés, para me aproximar e completar a frase que o olhar dele me dizia com tanto ardor.
“Eu quero você.” Era o que me dizia. Encostamos nossos lábios e por um breve segundo, tudo foi em câmera lenta. Vi com perfeição meus braços passando em volta de seu pescoço, logo segurei seu rosto com uma das mãos. Ainda estava na ponta dos pés. Estávamos agora nos beijando com mais intensidade e conforme isso acontecia, eu tremia por dentro. Não conseguia sentir que estava de fato na ponta dos pés, ainda me sentia flutuando. Suas mãos seguravam a minha cintura. Vez ou outra ele me puxava levemente para mais perto de si. Tinha se ajustado à parede e meus pés agora estavam completamente no chão. Fomos diminuindo. Aquele incêndio que se apossou de nós foi cessando. Abrimos os olhos, sorrimos.
Dois sorrisos pateticamente tímidos. As maçãs do meu rosto pegavam fogo e meu coração quase saíra pela boca. Relaxamos as feições, ainda sem falar nada. Olhei-o nos olhos e lancei-lhe a minha frase. Ele entendera. Estávamos nos comunicando telepaticamente ao que parecia. Minha frase dizia:
“Eu sempre quis você”, o que era uma verdade absoluta, mas eu não sabia ao certo, nunca soube, o quanto isso era forte dentro de mim. Acho que nenhum de nós sabia.
Foi aí que ele falou. Não com os olhos.
“Eu acho que o destino preparou isso pra gente, da melhor forma possível.”
“É, eu também acho.” Respondi aninhando-me em seus braços.

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Heart&Soul.

Meu coração deseja coisas que nem eu sei.
Minha alma deseja coisas que nem eu sei.
Os dois desejam coisas que nem eles sabem.
Tenho desejos secretos que tento esconder até mesmo de mim...
Mas meu coração e minha alma, sabem de tudo.

Sabem da minha sede por libertar-me.
Libertar-me de mim, de ti, de todos.
Sair por aí sem pensar no amanhã.
Viver como se fosse pra sempre e viver como
se fosse nunca mais.

Eles sabem o que eu finjo não saber.
Sabem o que eu quero esquecer.
Sabem o que eu mais quero viver.
Sabem, eles sabem.

E eu, já não sei de mais nada.

domingo, 12 de julho de 2009

Só frustração.

Assiti " O Curioso Caso de Benjamin Button ". Foi pra lista dos meus filmes favoritos. No filme, uma das personagens principais, a Daisy, é bailarina. Fiquei o filme todo querendo chorar a minha frustração por não ter continuado no ballet. Apesar das várias mudanças que eu vivi (de casa, cidade, namorado, escola -q) eu tenho certeza que teria sido feliz se tivesse continuado com a dança. Eu teria uma postura perfeita e os pés completamente destruídos por usar a sapatilha de ponta e por ficar em cima deles por tanto tempo. Se eu tivesse continuado, teria 15 anos de carreira (?). Mas só estudei 3, infelizmente. Será que era pra ter sido assim? Pra um dia eu assistir um filme que me desse vontade de retomar algo que me dava tanta alegria? Pode ser. Mas agora não sou mais a mesma. Minha postura é uma merda, meus joelhos vivem estralando e eu não sei mais spacattar :s . Talvez eu mesma me desmotive. Acho que é o que eu mais tenho feito ultimamente...me desmotivado. Porque será? Isso é muito, muito chato sabia? Eu adoro ver bailarinos (as) saltitando aquelas peças maravilhosas e clássicas. Do mesmo jeito que adoro ver bailarinos (as) saltitando aquelas peças maravilhosas e modernas. É tanta leveza e tanto sentimento brusco ao mesmo tempo. É tanta beleza! É um sofrimento do cão também. Porque bailarina que quer ser profissional tem que dar o sangue pela companhia. Eu acho que posso ter sido afastada desse "meio", por ser muito preguiçosa e indecisa. É preciso ser muito corajosa pra ser bailarina. Bailarina de sucesso mesmo...porque bailarinos todos somos de algum jeito. Vivemos dançando nessa vida, não é mesmo?

Por mais que a vida tenha me afastado do meu sonho infantil de ser uma bailarina conhecida internacionalmente, eu sou feliz que tenha sido assim. Senão eu não estaria onde estou e gosto de estar aqui. Tudo acontece, realmente porque TEM que acontecer. Sou crente nisso. E creio também que talvez um dia eu retome esse sonho, esse hobby. Por enquanto é só frustração. Mas pode virar algo concreto, quem sabe.


sexta-feira, 5 de junho de 2009

Os pássaros voam entre os pequenos raios de sol que sobraram, só para ver se suas asas esquentam um pouco. Pousam nos telhados, olham-me como quem quer abrigo.
E eu? Eu não posso voar atrás dos pequenos raios de sol. Não porque não tenho asas, mas porque estes raios não me pertencem. Pertencem aos pássaros. Aos pequenos e grandes pássaros. 
Não sou injusta. Terei os raios de sol em mim assim que colocar os pés na rua e deixar de olhá-los pela janela. Eles acompanharão meu caminho, tentando me esquentar o máximo possível. 
E enquanto estiver andando, olharei para cima, sorrirei e agradecerei a ele, por estar comigo.

segunda-feira, 1 de junho de 2009

Quanto tempo?

Você apenas sente. Sente e vive esse sentimento sem nenhuma vontade de tirar os excessos. Você quer exceder-se MAIS e MAIS.

Quanto tempo você esperou para levar a vida que sempre quis? 
Quanto tempo você esperou para exceder suas expectativas e expandir seus horizontes, hein?
Quanto tempo você esperou para dizer o que pensa e fazer o que quer?
Quanto tempo você esperou para não ter que dizer nada se não quisesse, para não fazer nada se não quisesse?
Quanto tempo você esperou para ter aquela tal de Liberdade? 
Quanto tempo você esperou por você mesmo?
Quanto tempo você esperou por VOCÊ?

Quando encontramos a nós mesmos, sentimos, vivemos, excedemos.
Quando encontramos a nós mesmos, o resto, É RESTO.
E não podemos chamar autoconhecimento de egoísmo. Pois egoísmo é não saber quem se é, e não valorizar o verdadeiro EU. 
Ninguém vive sozinho. Ninguém vive de si. Mas só quando conhecermos a nós mesmos, poderemos viver e conviver com os outros. Não apenas viver e conviver, mas viver e conviver bem. E sempre, com compreensão.

Quanto tempo você vai continuar esperando para se encontrar?
Segue abaixo, algo que escrevi no ano passado. Passado.

Indo e Vindo

Eu vejo as pessoas indo e vindo.
Vindo não sei de onde e indo não sei por que.
Vejo os ponteiros do relógio, agitados.
Vejo a vida passando, vejo filmes daquela saudosa infância.
Quero voltar no tempo para consertar os erros,
Quero acelerar o tempo para concretizar desejos.
Tenho andado pelos vales de tempos remotos, os tempos mais
longínquos da minha vida.
Caminho pela minha infância;
Sinto falta daquele doce gosto da inocência
Falta, daqueles dias sem preocupação.

Eu vejo as pessoas indo e vindo.
Vindo não sei de onde e indo não sei por que.
Vejo o presente. Vejo o amor na minha frente.
Amor incondicional, amor fraterno.
Vejo a amizade, os dias divertidos desfrutados.
Vejo a pressão. O vestibular chegando...a verdadeira hora de crescer.

Eu vejo as pessoas indo e vindo.
Indo para o céu (ou inferno), indo para longe de mim.
Vindo de algum lugar, ocupando espaços vazios.
Eu vejo a saudade, o amor, a amizade, a verdade, a pressão,
a despedida, o tempo, o futuro.
Eu vejo sonhos se realizando, vejo o tempo se desperdiçando...

Eu vejo as pessoas indo e vindo.
Vindo não sei de onde e indo não sei por que.