Tomorrow never knows...

Tomorrow never knows...
It is not dying, it is not dying.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

...

Eu tenho olhado pra tudo quanto é canto, pra todo quanto é jeito...
Mas nenhum deles me mostra você.
Eu tenho olhado pra tudo quanto é gente, pra tudo quanto é bicho...
Mas nenhum deles se parece com você.
Eu tenho perguntado todo tipo de pergunta e recebido todo tipo de resposta...
Mas nenhuma delas me respondem o que é que você tá pensando.
Eu tenho tentado ouvir mais e falar menos...
Mas não consigo te ouvir falar também.
Eu procuro seu sorriso em outras bocas, procuro seu olhar em outros olhos...
Mas eles nunca chegam perto dos seus.
Eu tento te entender por outros ângulos, tento pensar do seu jeito...
Mas eu na verdade não entendo, não sei que jeito devo pensar.
Eu sonho tudo quanto é sonho...
Mas eles não me deixam encontrar com você por aí.
Eu não te vejo, eu não te ouço, eu não consigo te alcançar.
Porque você não vem e me diz o que é que acontece aí dentro? Me explica.
Eu vou continuar olhando pra tudo quanto é canto, pra todo quanto é jeito...
Eu vou continuar tentando te encontrar de verdade pra conseguir decifrar esse mistério chamado
VOCÊ.
Espero que numa dessas tentativas, eu consiga te ver, ouvir e consiga te alcançar pra poder segurar de novo, a sua mão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário