Tomorrow never knows...

Tomorrow never knows...
It is not dying, it is not dying.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Destino.

Eu sempre acreditei nele. Nem sempre com tanta força, mas sempre acreditei no ' o que tiver de ser, será... ', no ' já estava escrito... ', no ' nada é por acaso... ' . Agora tenho mais certeza disso. Você tava lá, naquele dia, naquela hora, naquele momento de tensão. Tensão que foi amenizada com aquele sorriso, aquela piscadela e aquele 'boa tarde'. E eu pensando que não teria a oportunidade de trombar com você outra vez. Que grande besta! Foi o destino quem quis assim e quando ele quer, nada impede.
Exatas 3 vezes nos encontramos por "acaso". Na 3ª, estávamos procurando um pelo outro. Me dá vontade de rir, porque isso fez parte de infinitas possibilidades e aconteceu como tinha que ser.

E que o Destino esteja sempre ao nosso favor. Pois ele me deu a oportunidade de ter um presente que é um detalhe que faz toda a diferença e esse meu presente, meu agora, me faz imensamente e descomunalmente feliz. Felicidade, paz...não preciso de mais nada, encontro tudo isso no teu abraço. Obrigada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário