Tomorrow never knows...

Tomorrow never knows...
It is not dying, it is not dying.

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

. . .


Caminho pela areia, confiante.
O peito triunfante a cada novo passo.
A quem semeia amor,
Vem a recompensa com um belo laço.

A cada nova paisagem, um suspiro.
Viajante de um mar sem fim.
Junto as mãos perto de mim.
E fechando os olhos, me retiro.

Sigo por aí, mais para lá do que para cá
E mais para cá do que para lá.
Embora não saiba aonde vou parar,
Calculo com precisão aonde quero chegar.

Chego dentro da minha alma.
E quem está lá?
Você.
Me enchendo com toda a sua calma.

Vamos agora caminhar.
De mãos dadas apreciando o mar.
Somos só você e eu.
E faço de você, meu amado par.

Nenhum comentário:

Postar um comentário