Tomorrow never knows...

Tomorrow never knows...
It is not dying, it is not dying.

terça-feira, 30 de março de 2010

Dia da Mentira


O famoso "dia da mentira" surgiu graças a um papa, um tal de Gregório 13 em 1582. Naquele ano o papa decretou o novo calendário (o ano que começava em 1º de abril, começaria em 1º janeiro). Algumas pessoas ainda comemoravam o primeiro dia do ano em abril. Recebiam convites para festas que não existiam, votos de feliz ano novo, mesmo o ano tendo começado três meses antes.

O dia da mentira é conhecido no mundo todo e é só uma desculpa para as pessoas não se sentirem culpadas pelas mentiras cabeludas que contam. Afinal, quando você mente em um dia supostamente normal, pode ficar se sentindo mal, mas no 1º de abril você tem o direito e o poder de mentir sem culpa.

O ser humano mente todos os dias. É como se vivêssemos em um eterno 1º de abril (os políticos que o digam)!
Aproveite que o dia da mentira está aí e invente uma história bem convincente para faltar ao trabalho, à aula, ou ao psicólogo. Se você for um ator tão bom quanto os atores de Malhação, vai conseguir convencer a todos que suas lágrimas de crocodilo são reais.

Geralmente não acredito em ninguém, mas sempre caio nas brincadeirinhas idiotas de 1º de abril, me odeio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário