Tomorrow never knows...

Tomorrow never knows...
It is not dying, it is not dying.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Chocolate.

Ele é doce e pode ter poderes medicinais. A vida que é fria e amarga ganha um novo sabor quando derrete na boca o cacau. Ele vem em barras, em cigarrinhos, em guarda chuvas e até pode ser tomado. Transforma-se em bolo, torta e bombom. É branco, é misto, vem com amendoim e também é amargo.
Combina com o frio. Combina com filmes. Combina com solidão e também com companhia.
Chocolate desperta um prazer, uma delícia de viver.

Assisti um filme com este título e o Johnny Depp está lá, como um pirata, um cigano. Juliette Binoche com seu nariz fino e sorriso iluminado. Estou extasiada com o filme. Fala sobre ir e vir e preconceitos. Fora que todos os chocolates que aparecem...dá vontade de devorar!

Pensei tanto na minha avó assistindo ele. Ela adorava esse filme e agora eu vejo porque.

Nenhum comentário:

Postar um comentário