Tomorrow never knows...

Tomorrow never knows...
It is not dying, it is not dying.

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Corra.

Saia por aí extravasando suas emoções. Você tem o direito de se libertar de vez em quando. Às vezes sentimos vontade de correr até ir parar em um lugar que ninguém conhece, aonde se possa ficar só.
Tenho tido esse tipo de vontade. Quero sair numa corrida maluca e parar só quando me achar em um lugar "seguro" e distante. Faço isso com meus pensamentos pelo menos. Corro dentro da minha cabeça e encontro um lugar peculiar aonde posso relaxar e abstrair do mundo à minha volta.

Mas é isso, corra. Quem foi que disse que você precisa enfrentar tudo assim? Se eu quiser me deixar levar pela minha covardia, niguém poderá me julgar. Porque entre os que julgam é que estão os mais hipócritas, certo? Os que gostariam de ser 'covardes' de vez em quando e não conseguem.

Tropeço nas minhas palavras e ações. Ainda mais quando corro. Minhas pernas não me conduzem bem, meu cérebro então! Já me perdi em tudo o que escrevi e da 3ª pulei para a 1ª pessoa em questão de segundos. E daí? Foda-se também. Eu estou correndo.

Corro contra o tempo, o vento, contra meus pensamentos e contra o que eu quiser correr. Corra. Liberte-se. Você pode ir para onde quiser, é só correr.

3 comentários:

  1. e precisava disso mesmo.PRECISO CORRER.
    Seus textos estão cada vez melhores Jú. prossiga assim viu ! loquinhaa.

    ResponderExcluir
  2. Preciso correr +1
    Seus textos me inspiram Jú!

    ResponderExcluir
  3. a jú tbm te adoroo ;D rootz rootz Yeah *-*

    ResponderExcluir