Tomorrow never knows...

Tomorrow never knows...
It is not dying, it is not dying.

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Adoro o inesperado.

O nome já diz. Você não espera nada, não cria expectativa nenhuma em cima de absolutamente porcaria nenhuma e quando você vê, está sendo recompensado. Os fatos acotecem de maneira pitoresca. É muito engraçado. Adoro saber que isso sempre acontece. E que quando acontece quando a gente menos espera, é muito difícil (se não for impossível) esquecer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário