Tomorrow never knows...

Tomorrow never knows...
It is not dying, it is not dying.

domingo, 13 de junho de 2010

Meu coração vagabundo quer guardar o mundo em mim.

Ontem foi um dia muito feliz. Eu saí com mais 5 amigas para me divertir no tal "dia dos namorados". E foi maravilhoso! Embaladas no vinho, canelinha, cerveja, pinga e um rock'n'roll danado de esperto.
Percebi de uns tempos para cá, que tem muitas pessoas ao meu redor que guardo do lado esquerdo do peito e além de ter muito carinho por elas, zelo. Eu já cheguei à conclusão que posso ser baixinha e até parecida com a Lois Lane, mas meu coração vagabundo é grande. Tem pessoas que passam despercebidas e somem, a gente nem sente falta. Mas as marcantes a gente faz questão de saber como está e dá sempre um jeito de sentar junto para rir e tomar umas.
Eu gosto tanto disso. Gosto tanto de saber que algumas pessoas saíram e outras acabaram entrando na minha vida por mero acaso (ou não, vai saber). Me sinto honrada por ter pessoas tão especiais e interessantes ao meu redor. E o que também me faz bem é saber que apesar de estar longe das antigas pessoas da minha vida, eu ainda sinto a mesma consideração. Claro que tudo se transforma, mas são coisas que esse coração vagabundo não esquece jamais.
Eu não vou falar os pontos negativos de ser assim. Isso é típico da minha personalidade: eu falo tuuuudo o que é bom, tuuuudo o que é ruim e depois eu concluo dizendo que o que é ruim que vá se foder porque eu me importo com o que é bom. Deu para entender? Mania de redação isso, xô!

Meu coração vagabundo guarda o mundo em mim. Meu coração vagabundo ama cada pedacinho especial dessa vagabundagem toda. Meu coração não se cansa de ter esperança. Meu coração gigante e vagabundo. Meu coração vagabundo AMA vocês para sempre.

Um comentário:

  1. Engraçado como as coisas se encaixam nas nossas vidas né? Olho tudo o que passou e vejo como as coisas se encaixaram com em um quebra cabeça, o que não faz sentido na hora, é perceptível com o tempo.
    Você é uma das partes principais do meu quebra cabeça em Salto.
    Não preciso dizer que eu te amo, meus olhos dizem sempre, até mesmo quando eu não quero te ver na minha frente.

    ResponderExcluir