Tomorrow never knows...

Tomorrow never knows...
It is not dying, it is not dying.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Misguided ghosts

Minha criatividade hoje está limitada. Minha cabeça dói demais e acho que a culpa ainda é da caipirinha de saquê - de morango, a coisa mais gostosa que já bebi na VIDA. Mas essa música, retrata tudo. É. E sim, é do Paramore, grande bosta. Eu gosto e se você não gosta o problema é seu ¬¬



Eu estou indo longe por enquanto mas eu vou voltar, não tente me seguir.
Por que eu vou retornar assim que possível. Veja, eu estou tentando achar meu lugar
Mas talvez não seja aqui que eu me sinto segura, todos nós aprendemos a errar...

E correr deles, deles. Sem direção. Correr deles, deles. Sem convicção.
Eu sou apenas um daqueles fantasmas viajando sem fim. Não preciso de estradas, na verdade eles seguem você e nós apenas vamos em círculos.
Agora me disseram que essa vida e dor é apenas um simples compromisso, então nós podemos ter o que nós queremos disso.

Alguém tenta classificar um coração partido e mentes perversas. Então eu posso encontrar alguém para me apoiar.
Entao corra para eles, para eles. Toda velocidade a frente. Oh você não é inútil, nós somos apenas fantasmas perdidos viajando incesantemente.

Aqueles que nós mais confiamos nos empurraram para longe e não há um papel, nós não deveríamos ser iguais, mas eu sou apenas um fantasma e eles continuam a me fazer ecoar. Eles me fazem ecoar em círculos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário