Tomorrow never knows...

Tomorrow never knows...
It is not dying, it is not dying.

sábado, 17 de julho de 2010

Cobertor

Mas tá um frio danado e eu tô meio que tremendo. O que eu tô fazendo aqui ainda com a lampadinha da web cam na minha cara? Mas essa blusa tá com um cheiro muito bom.
As coisas estão turbulentas. Muitas mudanças drásticas de uma só vez e só esse suco de maracujá que a Tal me trouxe agora pra me acalmar!
Eu sou a maior catástrofe da humanidade. Eu gostaria de não ser tão eu. Vai entender.
Não dá. Não consigo escrever, tá muito frio. Preciso tirar a maquiagem e ir dormir.
Que preguiçaaaa!


Ow Tal, dá mais um pouco desse maracujá ae.

Nenhum comentário:

Postar um comentário