Tomorrow never knows...

Tomorrow never knows...
It is not dying, it is not dying.

domingo, 1 de agosto de 2010

Eu sei que eu quero muita coisa. Mais coisa do que já tá acontecendo e tem acontecido. Eu deveria querer paz e descanso, mas eu quero um pouco mais de emoção. Cansei da monotonia e do controle. Quero mais, muito mais.
Eu sei que é difícil. Eu sei que tem muita coisa do passado no meio desse redemoinho e deixa ele pra lá, não existe mais.
E mesmo que eu acorde de ressaca e com dores pelo corpo inteiro, eu saberei que valeu a pena qualquer coisa que tenha acontecido. Até mesmo fumar um cigarro de filtro vermelho.
É que eu detesto frustração. Eu gosto de quando as coisas acontecem de verdade. O mínimo que eu posso fazer é esperar mesmo.
Eu preciso dormir, amanhã eu trabalho cedo. Só quero a minha cama agora, mas eu queria tantas outras coisas...dentre elas, um abraço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário