Tomorrow never knows...

Tomorrow never knows...
It is not dying, it is not dying.

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Descalça e de biquíni.

Não vamos falar sobre a culpa. Ela já fez o favor de ir embora daqui. Depois de tanto tempo insistindo em fazer mal, caiu na real e se foi.
Agora só há espaço para seguir em frente, sem culpas e muito menos arrependimentos.
Sabe o que eu tenho visto? O Novo. É ele está me perseguindo agora, aonde quer que eu vá, me deparo logo com ele.
Os novos lugares, as novas pessoas, as novas experiências e as novas vontades que têm surgido...tudo novo. E não é só porque está chegando o "Ano Novo" não. É porque tudo mudou, e mudou realmente dentro de mim.

Na realidade acho que o que aconteceu, foi um resgate. Voltar a ser eu, a ser leve, a não viver pisando em ovos com medo do que pode acontecer. Despreocupada, sem culpa de nada.

Ando por aí descalça e de biquíni, muito feliz e contente. Sem medo de ir e vir, sem medo do que vão dizer. Sem medo de conhecer outras faces de mim que possam vir a aparecer no decorrer do tempo.
Agora sim, sinto-me feliz. Completa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário