Tomorrow never knows...

Tomorrow never knows...
It is not dying, it is not dying.

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Freedom!

Por muito tempo me senti culpada por muitas coisas. Coisas que fiz e deixei de fazer. E agora eu me pergunto, por quê? Por que é que eu me deixava sentir mal pelas coisas? A gente não precisa disso.

Aos poucos estou me perdoando. E agora colocando em mente que sou e sempre fui livre para fazer minhas escolhas, mas por algum motivo eu me deixei um pouco de lado.
Olhando para trás eu vejo como certas coisas não faziam sentido. E eu ali, batendo sempre na mesma tecla.

Agora vou me recompor. Sonhos e vontades não serão mais jogados no espacinho que eles têm na minha mente, serão realizados. Acho que nunca me senti tão livre. E vou sentindo a felicidade em cada pedacinho dessa nova liberdade.

Happiness is a warm gun.

Nenhum comentário:

Postar um comentário