Tomorrow never knows...

Tomorrow never knows...
It is not dying, it is not dying.

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

A simplicidade estampada no olhar, no jeito e nos gestos.
A felicidade de quem não tem energia elétrica mas tem energia para viver em paz com a natureza.
Tem energia para ir ao mar atrás do sustento e volta feliz para a casinha com cheiro de mofo.
Fica feliz ao subir tanto morro e não morre, pois tem no pulmão muito ar puro e muita vontade também de viver mais e mais, tanto, que já nem lembra mais quantos anos têm.

Nenhum comentário:

Postar um comentário