Tomorrow never knows...

Tomorrow never knows...
It is not dying, it is not dying.

domingo, 4 de março de 2012

.

O jeito, o gosto, o cheiro, o gesto.
Os olhares que me fazem tremer, a
saudade que chega a doer.

Pegar na sua mão e seguir.
De corações abertos, sempre
a sorrir

Quero o amasso e o embaraço.
Quero o mar, o vento, a brisa.
Quero-te sempre em meus braços.

Andaremos juntos nessa ponte,
Que vai daqui e além .
Eu e você, mais ninguém.

E surgiu tão lindo esse amor
Transformando dois em um,
Sem temor.

Te chamo, te clamo, te quero
Te amo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário