Tomorrow never knows...

Tomorrow never knows...
It is not dying, it is not dying.

sexta-feira, 30 de março de 2012

...eles

E ela está descendo as escadas com seu vestido comprido e vermelho. Os cabelos soltos na altura dos ombros. A face enrubrescida, os olhos marcados pelo rímel.
Durante a espera, ajeitava a gravata, o smoking e os cabelos com gel.
Que tal a festa de gala? Os garçons servindo os canapés e o champagne aos convidados.
Os corações em diferentes cabines do navio. Acelerados. Indo na mesma direção.
Encontraram-se no bar. Os olhares. Pareciam os antigos, mas eram novos. Era diferente. Duas pessoas reconhecendo-se. E já não importava o que havia sido ruim no passado.
Uma vontade mútua. Pela primeira vez, os dois abertos totalmente ao que viria a seguir. Uma dupla nova chance.

E dançaram a noite inteira. Os olhos fixos um no outro. E ele disse como ela era linda, abraçando-a pela cintura, levantando-a um pouco. E os dois suspiraram. A hora certa havia chegado.

Um comentário: