Tomorrow never knows...

Tomorrow never knows...
It is not dying, it is not dying.

segunda-feira, 5 de março de 2012

Shanti

Aconteceu assim: fui na conveniência do posto comprar chocolate. Saí de lá com um sensação, um laka e um chokito, especialmente para a minha mãe. Eu comia o sensação e passei por um homem e uma criança, uma garota de uns 3 anos, meio tristonha. Eu passei e olhei para os dois. Dei uns 3 passos e voltei para trás, dizendo:

- Ela pode comer um chocolate? - o homem, que suponho ser o pai dela, sorriu para mim e disse:

- Pode sim.

Compartilhei com a garotinha o meu chocolate. O pai dela falou para ela agradecer, foi quando ela olhou para mim, sorrindo com aqueles olhos azuis e disse:

- Obrigada!

Saí de lá com o coração sorrindo. Caminhei até em casa em total bem estar. Como é bom ser feliz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário